Entidades continuarão com protestos contra Reforma da Previdência

Várias entidades do funcionalismo público se reuniram na manhã desta segunda-feira (3) na sede da Aplb, em Salvador, para avaliar os últimos acontecimentos e encaminhar novos rumos para o movimento.

“Precisamos denunciar o autoritarismo do governador Rui Costa e que as provocações e chacota feita pelo dep. Paulo Câmara foi o estopim do tumulto que ocorreu na Alba. Ovos e invasão do plenário foi uma reação de defesa à tantos ataques sofridos pelos servidores”, destacou Daiana Alcântara, coordenadora geral do Sintest.

Foi deliberado que amanhã (4) haverá um ato público nas ruas do Campo Grande com concentração na sede da Secretaria de Segurança Pública, às 11h; publicação de uma carta de repúdio contra o uso de forcas policiais contra servidores na Alba e tentativa de criminalização do movimento; atividade na mudança do Garcia; reunião jurídica para entrada numa Adin contra a aprovação da PEC 159 e acompanhamento da votação dos PL’s. Hoje foi publicado no Doe da Alba as emendas do texto da PEC, confira.

Também amanhã pela manhã será realizada a assembleia dos policiais civis, com intuito de fortalecer a proposta de paralisação e greve geral em todo o estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *