Sintest – BA/Uefs promove atividades voltadas ao bem-estar em alusão à campanha Setembro Amarelo

Spread the love

Como parte da programação do Setembro Amarelo, o Sindicato dos Trabalhadores de Educação do 3º Grau do Estado da Bahia (Sintest-Ba/Uefs), realizou na manhã desta terça-feira (06), um Café Terapêutico com atividades voltadas para o bem-estar do corpo e mente da categoria. Os participantes foram recepcionados com um delicioso café da manhã no hall do Auditório Central.

“O suicídio ainda é um tabu na sociedade e precisamos desmistificar e conversar para poder prevenir e ajudar o próximo”, essa reflexão foi trazia pela servidora analista Joelma Trajano, na roda de conversa que teve como tema: “Descobri que alguém que eu amo pensa em suicídio, o que fazer?”

“Nunca é só o término com o(a) namorado(a), nunca é só porque sofreu bullying, nunca é só sobre isso. Geralmente uma pessoa que chega a esse nível de adoecimento ele(a) vive e revive o abismo em camadas. Onde essa pessoa já ouviu tantas palavras negativas que aquele último episódio acabou sendo a gota d’água no balde para transbordar. Nem sempre quem quer desistir da vida verbaliza sua intenção de forma clara. Por isso é tão importante prestar atenção aos pequenos detalhes, às mudanças de comportamento, mesmo que sejam sutis. E mais importante do que isso. É preciso ter empatia e sensibilidade para entender o que a pessoa está precisando naquele momento”, orientou a terapeuta Joelma Trajano.

Foram ofertados em parceria com a equipe técnica do SESU/UEFS, atendimentos voltados para os cuidados preventivos com a saúde: Aferição de pressão, orientações e agendamento de atendimentos. “Nós da equipe do SESU, somos uma família que está lá para acolher cada um de vocês. Mesmo não tendo uma estrutura hospitalar para urgência e emergência, nós ofertamos essa acolhida, essa visão de que a saúde vai muito além do que entregar uma receita médica”, disse a servidora analista universitária, Ellianjose Ayres.

 

O espaço Namastê proporcionou aos presentes uma massagem terapêutica relaxante. A massoterapia, é uma técnica que funciona como uma poderosa aliada para quem luta contra a depressão ou a ansiedade. “O estímulo manual funciona como um tratamento complementar ao acompanhamento médico é capaz de diminuir o estresse e aumentar os níveis de serotonina no organismo do paciente – neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar e que é apontado por muitos estudos como essencial para lidar com doenças psicológicas”, disse a fisioterapeuta Marizete Pires.

Na oficina “Spa facial, labial e das mãos”, as participantes obtiveram dicas de como cuidar da pele, prevenir e tratar fissuras, ressecamento, descamação e peles envelhecidas, além é claro, de promover relaxamento imediato. “Muito bom compartilhar com as colegas de trabalho momentos como estes; momentos de relaxamento, reflexão, alegria, conversa e muito autocuidado. Por mais dias como este”, destacou Gisele Rocha, Diretora Mary Kay.

“O contato com o papel e os lápis permite que as pessoas se expressem de diversas formas. Informações como as cores escolhidas, a pressão do lápis contra o papel, as formas dos desenhos, são ricos detalhes presentes na mandala, passíveis de interpretação”, explicou Rita Suzarte, coordenadora de Cultura e Desporto do Sintest e ministrante da oficina de Mandala. A técnica pode ser aplicada de várias formas, desde convidar uma pessoa a produzir uma mandala durante uma sessão, até cursos e workshops que ajudam a entender melhor como funciona a sua produção.

Além dos atendimentos de Massagem terapêutica relaxante; Spa facial, labial e das Mãos; Oficina de Mandala, cuidados preventivos com a saúde: Aferição de pressão, orientações e agendamento de atendimentos ocorridos no hall do Auditório Central, aconteceu também na Sala Multiuso II – CAU I, uma sessão de Constelação Familiar dirigida pela professora Suzi Barboni e André Renê Barboni.

“Primeiro buscamos liberar o emaranhamento com as histórias do passado e dar o devido lugar a todos os excluídos do sistema. Em seguida, busca examinar o vínculo com o pai e a mãe para ver se o fluxo do amor foi interrompido. A plenitude e a felicidade são finalmente alcançadas quando conseguimos dizer “sim” para tudo aquilo que foi difícil no passado e, principalmente, quando fortalecemos nossa conexão com o presente e com a vida”, explicou Barboni.

“A atividade que o SINTEST promoveu para os servidores foi maravilhosa interativa. Estamos aqui desfrutando de um momento ímpar. Tudo feito com carinho, muita dedicação. Gostaria de parabenizar a equipe. Foi um excelente trabalho continuem assim, realizando atividades que promovam o bem estar da categoria. E dias melhores virão para essa comunidade universitária! Sintest somos todos nós!”, expressou Simone Nascimento Moreira, servidora técnica universitária.

Confira as fotos


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *