Sintest-Ba dialoga com a secretária de educação do município, Anaci Paim, sobre as demandas do CEB

Spread the love
Reunião da diretoria do SINTEST-BA e CEB com a secretária de educação municipal, Anaci Paim, em 27/01/2021.

A diretoria do Sintest-Ba se reuniu na tarde desta quarta-feira (27/01) com a nova secretária de educação do município e ex-reitora da Uefs, Anaci Paim, no gabinete da SEDUC.

Além de Agripino Cerqueira e Daiana Alcântara, participaram da reunião, os vice-diretores do CEB, Cristiane Pinto e Leandro Menezes e a coordenadora pedagógica Aline Landim.

A direção do sindicato avaliou que a pauta foi recebida de forma bastante positiva. A secretária municipal, iniciou sua fala destacando: “o CEB foi uma escola construída durante meu reitorado entendida como uma política de valorização do servidor, buscando atender principalmente aqueles que trabalhavam quarenta horas, com baixos salários e tantas dificuldades. Então desde o início queríamos que ela fosse um diferencial, que se confirmou ao longo dos anos. Nosso projeto na época era que os filhos dos servidores entrassem na Creche com 4 meses e só saíssem de lá com seus mestrados e doutorados.”

O primeiro ponto pautado foi sobre o vencimento do atual convênio que foi encerrado em 02 de janeiro de 2021. As direções do Sintest e do CEB observaram que os convênios anteriores tinham duração de quatro anos. A secretária municipal concordou com o entendimento apresentado e disse que vai conversar com o prefeito Colbert Martins para que o novo convênio seja brevemente assinado com a duração de quatro anos, considerando o tempo de gestão do prefeito ou dois anos, considerando o tempo que resta para a atual gestão da Uefs.

Sobre as condições atuais do prédio, Paim, relembrou que a construção do CEB foi feita com recursos oriundos de aditivos de obras, logo a Administração da Uefs atual pode construir o prédio desejado pela comunidade com recursos próprios. Como é sabido, pelo convênio, a prefeitura não pode construir e investir na infraestrutura escolar, todavia, Anaci Paim se colocou à disposição para pensar nas possibilidades, como as executadas durante sua gestão na Uefs, exemplificou a parceria que fez para o funcionamento das clínicas odontológicas com a maçonaria. “É possível fazer investimentos, mas neste momento podemos nos comprometer com os de ordem pedagógica para trazer melhorias internas.” Com esse aceno, foi entregue uma lista com as demandas atualizadas, pois parte das reivindicações enviadas anteriormente já haviam sido atendidas em 2019 pelo prefeito Colbert, também a pedido do Sintest e direção escolar, contendo computadores, geladeiras, armários, microfones, dentre outros equipamentos; e foi pactuado que será dado retorno com brevidade.

Sobre a matrícula, Anaci Paim, se colocou também à disposição para no segundo semestre organizar em conjunto com a direção e administração da Uefs o processo do sorteio de vagas.

Durante o encontro, os presentes foram atualizados sobre as propostas que a secretária planeja implementar para educação na cidade. “Estamos realizando uma licitação para compra de conteúdos digitais e plataforma que inclui também a formação docente. Vamos experimentar algo novo, então precisamos fazer essa retomada pedagógica com bastante organização. No primeiro semestre teremos que cumprir a integralização legal da carga horária, então faremos o atendimento escolar, com crianças a partir dos quatro anos, utilizando mídias interativas diversas, como TV, rádio e em último caso, material impresso. Já no segundo semestre, destinado ao novo ano escolar, planejamos realizá-lo de forma híbrida e com rodízios. Estamos pensando em todos os aspectos, recreação, alimentação e aulas presenciais em três dias na semana, com parte da turma, com a utilização de recursos off-line e on-line. Para esse preparo, estamos rodando um questionário para que toda a comunidade escolar se manifeste e assim dimensionarmos melhor as necessidades dos recursos tecnológicos que as escolas necessitarão para executarmos de forma segura esse retorno. Os protocolos de segurança virão sempre em primeiro lugar, pois não colocaremos vidas em risco, assim estamos planejando o calendário escolar, mas sua execução dependerá da escala de indicadores do Covid 19 no município diminuir, do aumento da vacinação e da licitação ocorrer sem intercorrências.”

O link para os pais de estudantes do CEB se manifestarem pode ser acessado aqui.

Além dos assuntos pautados, a diretoria do Sintest e da escola receberam uma informação que agradou os presentes, segundo Paim, ela planeja investir na diversificação da merenda escolar trazendo um projeto inovador para o município, o Projeto Padaria Escola e o CEB CSU será um dos contemplados.

Ao final da reunião, a secretária de educação municipal, apresentou um equipamento que será distribuído nas escolas, para viabilizar a mobilidade dos notebooks dentro dos espaços escolares.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *