Luta pelo prédio do CEB: Sintest vai a residência do Secretário de Educação do Estado

Não são novas as ações que o Sintest vem organizando para sensibilizar o poder público em relação a situação infraestrutural do Centro de Educação Básica da Uefs. Já foi feito:

Mobilização na aula inaugural do Mestrado Profissional de Ciências Ambientais na Uefs, que contou com a presença do então subsecretário de educação, Nildon Pitombo;

Organização de um abaixo-assinado com a direção do CEB solicitando a construção do prédio novo para a escola;

Mobilização na Assembleia Legislativa da Bahia junto à Comissão de Educação, buscando apoio do legislativo, em especial da dep. Fabíola Mansur, presidente da comissão;

Mobilização em reunião da reitoria da Universidade Federal da Bahia, que contava com a presença de vários reitores de instituições de ensino superior, inclusive o da Uefs e também do secretário Jerônimo Rodrigues; nesta mobilização foi entregue por uma estudante, um abaixo-assinado e cartas ao secretário;

Ida à Governadoria para entrega do abaixo-assinado e cartas dos estudantes;

Três reuniões com o prefeito Colbert Martins solicitando manutenção e assinatura do convênio escolar, além de troca de areia contaminada do parquinho e equipamentos para melhorias das atividades escolares;

Reuniões com secretários de educação municipal solicitando apoio com materiais, apesar do convênio estabelecer para a Uefs a responsabilidade da infraestrutura e sua manutenção;

Mais de uma dezena de reuniões com a presença de países e direção escolar com a Administração Superior da Uefs; 

E por fim, no dia 23 de maio de 2019, com o Fórum dos Técnicos, ocorreu uma reunião com o governador Rui Costa e durante o diálogo, a diretora geral do Sintest, Daiana Alcântara, apresentou a pauta do CEB ao governador e este se comprometeu com a construção de um novo prédio, que desse a tão esperada solução para o funcionamento de uma das melhores escolas do nosso município.

Todavia, após esse encontro, sem a participação do Sintest, a Secretaria de Educação do Estado e a Administração da Uefs anunciaram obras de reformas para as duas unidades escolares. Um ano se passou e a história da reforma se tornou um imbróglio e transtorno na vida de toda a comunidade escolar, agravado ainda mais com a pandemia, já que as obras foram iniciadas no prédio dentro da Uefs e depois abandonadas pela empresa por falta de assinatura de ordem de serviço por parte da SEC. Em recente contato, foi informado que, a fiscalização da SUPAT esteve na UEFS na terça-feira (27/10) fez vistoria no CEB e a Administração da Uefs aguardando o envio da planilha orçamentária para que descentralizem o recurso para universidade assumir os trabalhos, não havendo portanto ainda, previsão de reinício das reformas.

Como o pleito da categoria e do Sintest é a construção do prédio novo, a diretora geral, Daiana Alcântara, prossegui cobrando e mobilizando pais para realizarem ações virtuais junto à Governadoria, que vêm surtindo efeito. (Veja aqui o último comunicado do gabinete da Governadoria).

Para reforço da necessidade de posicionamento da SEC e encaminhamento do processo SEI nº 001.10302.2019.0001666-61, na manhã de hoje, (31), a diretora geral, Daiana Alcântara, foi com a servidora analista universitária e mãe de estudante do CEB, Sheila Leão, na residência do secretário Jerônimo Rodrigues, para entregarem pessoalmente um ofício, que foi recebido pelo filho do secretário. Posteriormente, foi feito contato pela diretora geral com o representante da SEC, o Sr. Marcius Gomes, e foi enfatizado a importância da atenção do secretário Jerônimo ao pleito, para que o compromisso feito pelo governador Rui Costa com a diretoria do Sintest-Ba, se transforme em realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *