Sintest abre processo jurídico contra a Saeb/Suprev para resolver situação do pagamento inativos

Desde o ano passado, o Fórum dos Técnicos buscou diálogo e orientações junto a Superintendência da Previdência para solucionar o pagamento oriundo da mudança nos vencimentos dos técnicos universitários negociados com o governo.

Apesar da lei afirmar que os inativos que tivessem paridade seriam beneficiados, a Suprev apontou que alguns servidores possuem cadastro com carga horária de 30 horas, sendo que na verdade se aposentaram com 40 horas.

O sindicato orientou que o(a)s aposentado(a)s solicitassem revisão da carga horária no SAC, porém apenas duas tiveram o processo parcialmente solucionado. Diante da morosidade do órgão para efetivar a solução das questões, o Sintest entrou com um processo na manhã de hoje (1), distribuído com o número 8017989-67.2020.8.05.0000 para o Tribunal de Justiça da Bahia para julgamento da desembargadora Rosita Falcão de Almeida Maia.

Omandado de segurança visa a imediata correção dos valores devidos do salário base e GSTU do(a)s inativo(a)s filiados(a)s ao Sintest na Uneb e na Uefs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *