Sintest participa de ciclo de palestra na prevenção ao suicídio no Sinpo

 

O Sintest-BA participou na manhã do dia (22),  no auditório do Sinpojud, do ciclo de palestras sobre o tema da Campanha Setembro Amarelo, a prevenção ao suicídio. Os coordenadores gerais, Firmino Júlio (Uneb) e Daiana Alcântara (Uefs) prestigiaram o evento, que tem como objetivo a prevenção do suicídio.

Suicídio é coisa de doido? Suicídio é um ato de coragem ou de fraqueza? Suicídio é coisa de quem quer chamar atenção? Com esses questionamentos iniciou-se a palestra: “Setembro Amarelo, o suicídio”,  promovida pelo  Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia – Sinpojud. O evento contou com as palestras da terapeuta ocupacional do Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio (NEPS), Maíra Oliveira, da voluntária do Centro de Valorização a Vida (CVV), Joseana Rocha e da Assistente Social do Sinpojud, Acksandra Souza.

A primeira palestra, ministrada pela terapeuta, Maíra Oliveira, teve como tema “O suicídio é uma manifestação da dor humana” e destacou a importância da discussão do assunto. “O Sinpojud está de parabéns pela iniciativa, principalmente por ser um sindicato do judiciário. É importante falar sobre o suicídio para que possamos preveni-lo”, ressalta a palestrante que também disponibilizou o telefone do NEPS (71) 3116-9441 / 9440, para as pessoas que precisarem de ajuda.

Já a segunda palestra, que foi ministrada pela voluntária do Centro de Valorização da Vida, Joseana Rocha, explicou como funciona o trabalho do CVV e como as pessoas podem procurar o Centro para conversar, através do www.cvv.org.br ou através dos telefones 141 ou (71) 3322-4114. O evento ainda contou com o relato de superação da assistente social, Joseane Braga, que é usuária do Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio e está lutando contra a depressão, com o auxílio do NEPS. “É importante falar sobre o assunto para que deixe de ser um tabu e as pessoas busquem ajuda”, declarou Joseane.

A assistente social do Sinpojud, Aksandra Souza, que organizou evento junto com a diretora de Assuntos Sociais, Girlene Santana e o presidente da entidade, Zenildo Castro, abordou os problemas que os servidores do judiciário enfrentam e o seu adoecimento. “O objetivo do evento foi discutir esse tema tão importante, que é a prevenção ao suicídio. Os servidores do judiciário da Bahia estão adoecendo e muitas vezes se afastando do trabalho, por isso o Sinpojud vem buscando acolher e auxiliar esses servidores, para que eles não se sintam sozinhos”, explicou a funcionária do sindicato.

O evento contou também, com a apresentação do Coral do Centro de Convivência do Sinpojud, composto por aposentados e pensionistas filiados ao sindicato e da apresentação do servidor, João Eudes e do violonista, Emanuel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *